Em três meses, apicultores assistidos pelo Senar/MS colhem mais de 36 toneladas de mel no estado

02/12/2019

Em três meses, apicultores assistidos pelo Senar/MS colhem mais de 36 toneladas de mel no estado

Os apicultores que recebem a Assistência Técnica e Gerencial do Senar/MS colheram, entre os meses de setembro e novembro, 36,1 toneladas de mel produzidas nos três biomas que contemplam o estado. Nas regiões do Pantanal, Cerrado e Mata Atlântica, são acompanhadas atualmente 5.354 colmeias, segundo o coordenador do programa, André Luiz Nunes. “A florada que prevalece é a silvestre. A média atual de mel por colmeia é de 19,88 quilos. A maioria dos produtores já está na segunda colheita da safra”, explica. Este é o assunto do Mercado Agropecuário desta segunda-feira (02).

A colheita de mel registrou no período uma evolução significativa: em setembro foram colhidas até 3,2 toneladas de mel, em outubro já foram 15,6 toneladas e em novembro o total chegou a 17,1 toneladas. O coordenador também afirma que o índice de desenvolvimento do apiário, que avalia a evolução das colmeias, manteve a média de 7,6, em uma escala que vai de 0 a 10. Outro dado levantado pela Assistência Técnica e Gerencial é o custo total de produção por colmeia/mês que manteve a média de R$31,06.

Segundo o último levantamento do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), Mato Grosso do Sul produziu em 2018 mais de 714 toneladas de mel, com um valor de produção de R$7,9 milhões.  O estado é o 10º maior produtor. O 1º do ranking é Rio Grande do Sul com mais de 6,4 mil toneladas. O país registrou uma produção total de 42,3 mil toneladas de mel.

Fonte: Assessoria de Comunicação do Sistema Famasul - Vitor Ilis


Voltar

Programas e Projetos


Mais projetos

Facebook


Instagram


Siga-nos no Instagram!

Twitter

Siga-nos no Twitter!