Programa do Senar/MS otimiza gestão financeira e sustentabilidade na suinocultura de MS

07/11/2019

Programa do Senar/MS otimiza gestão financeira e sustentabilidade na suinocultura de MS
Indicadores confirmam a melhoria no primeiro ano de atendimento
Em menos de um ano do programa de Assistência Técnica e Gerencial para suinocultura em Mato Grosso do Sul, já podemos comemorar os primeiros resultados. A meta estipulada de melhoria para o primeiro ano do programa, era de 7% no quesito financeiro e, em outubro de 2019, foi acima da expectativa, gerando um aumento de 11%. Os indicadores foram apresentados pelo Senar/MS e contou com a participação da Asumas – Associação Sul-mato-grossense de Suinocultores.

A iniciativa do Senar/MS leva aos produtores rurais do estado, orientações sobre as legislações ambientais, trabalhistas, segurança do trabalho, construções rurais biosseguridade, além de 5S e gerenciamento da atividade, ferramentas que garantem melhoria contínua nas granjas comerciais do estado. 

“Em dez meses, ultrapassamos a meta pré-estabelecida. No levantamento de informações obtidas inicialmente das propriedades atendidas, o índice financeiro estava em 87% e alcançamos 98%. Isso mostra que, com as consultorias e as capacitações, os suinocultores compreendem o real custo de produção por animal, otimizando os gastos com a atividade”, afirma a coordenadora do programa de ATeG de aves e suínos, Fernanda Oliveira.
O Programa também análisou o índice de sustentabilidade das granjas assistidas, que avalia os indicadores sociais, ambientais e financeiros para chegar no resultado. No início do programa o nível, estava em 70%, e com o empenho dos suinocultores, que colocaram em prática as considerações difundidas pela equipe técnica e o que aprenderam nos cursos, o coeficiente registrou 77%. “Resposta que confirma a viabilidade econômica e social da atividade suinícola”. 
Para 2020, a meta é melhorar ainda mais o índice de sustentabilidade e incluir novos itens de avaliação como: bem-estar animal, descarte de animais mortos, fortalecimento das Cadecs - Comissões de Acompanhamento, Desenvolvimento e Conciliação da Integração e das associações e cooperativas, além de formação de lideranças nas granjas, educação financeira para o funcionário, gestão, energia limpa e renovável, vitrines tecnológicas, entre outros.
Atualmente o Senar/MS atende 121 suinocultores nos principais polos de produção do estado, a projeção é que no próximo ano, a iniciativa alcance 200 produtores. 
"O projeto tem nos proporcionado um aprendizado muito importante, ajudando a conhecer melhor nossas propriedades, principalmente na parte financeira. Ter os números na mão facilita muito a tomada de decisão, e os treinamentos em Biossegurança, 5S, segurança no Trabalho e Legislação, nos deixam habilitados a manter a sustentabilidade da criação e valoriza nossos colaboradores/funcionários. Temos que agradecer ao Senar MS, por proporcionar a capacitação e o Desenvolvimento das pessoas, nosso bem mais precioso" afirma presidente da Asumas, Alessandro Boigues. 
Fonte: Assessoria de Comunicação do Sistema Famasul - Ellen Albuquerque

Voltar

Programas e Projetos


Mais projetos

Facebook


Instagram


Siga-nos no Instagram!

Twitter

Siga-nos no Twitter!